Gente, como o tempo passou!
por Mario Persona



Quando é que um profissional deve mostrar seu lado humano? Sempre. Empresas são pessoas, mercados são pessoas, o mundo são pessoas. Hoje não vou falar de negócios, marketing ou carreira. Vou falar de vida, porque é a vida que importa. Fique agora com este pretenso poeta em “Gente, como o tempo passou!” ou “Auto-biografia em um minuto e meio”.



Gente, como o tempo passou!
Parece – foi ontem? – que alguém me gerou?
Levou-me no ventre, chorou, me embalou;
Franqueou-me os seios, me deu de mamar,
Bateu em minhas costas, me fez arrotar.
Das fraldas não lembro, do cheiro então…
Só sei que de alguém eu já fui “o filhão”.

Gente, como o tempo passou!
Ainda me lembro da primeira escola,
Do lápis, da régua, das provas, da cola;
Da camisa branca, joelhos raspados,
Da mãe que queria o pescoço esfregado.
Das bolas de gude, piões, patinetes,
Das tardes tão longas, das velhas charretes.

Gente, como o tempo passou!
Vieram os anos, os sonhos e amores,
O primeiro beijo, as mágoas, as dores;
Dilemas da alma, perguntas da vida,
Até que Jesus me livrou dessa lida;
E quando eu achava que era crescido
Descobri de novo que tinha nascido!

Gente, como o tempo passou!
Os filhos chegaram e eu tão ocupado,
Mal via que estavam ali, ao meu lado;
As contas, a casa, o ralo, o pedreiro,
A ponta do lápis contando o dinheiro;
Nem vi como foi que cheguei do outro lado,
Mas hoje eu sei: fui por Deus carregado.

Gente, como o tempo passou!
De repente estou lá na outra metade
Dos anos que tenho, da senda da idade;
Chegou o meu neto e ninguém nem falou
Que ia ser tão bom quando o tempo passou!
E quando alguém me diz “Parabéns, Mario!”
Dou conta que ontem, foi meu aniversário.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

O Melhor de Peter Drucker: o Homem
PETER DRUCKER

A editora Nobel e a revista Exame destacam nesse livro a preocupação maior do autor, isto é, a dignidade e a adequada função dos indivíduos em uma sociedade livre e responsável. Drucker, como não podia deixar de ser, exalta e ressalta a importância da tecnologia. Deixa claro, porém, que ela não está presente por toda parte para diminuir o homem. O maior enfoque do texto é o trabalhador do conhecimento. O autor prevê grandes mudanças para o século XXI, tornado-se, talvez, a mais espetacular de todas a do conhecimento. Alimente-se com a palavra e abrace-se com o pensamento de Peter Drucker, o guru da Administração.