Surto de nostalgia
por Mario Persona



(Español)
A gente vai ficando velho e as boas recordações começam a encher a memória, como acontece com o computador. Será que é por isso que ficamos mais lentos?! Deve ser. O coração vai apertando por qualquer motivo, a saudade dos filhos pequenos, até a cor das lembranças muda. Tudo fica sépia.


A cada dia vou me encantando mais com as possibilidades da tecnologia para resgatar velhas lembranças. Descobri que podcast e videocast também servem como álbum de velhas idéias, músicas e até imagens. Outro dia eu e meu filho resgatamos do fundo do baú uma música que fiz na década de 70, quando era bicho-grilo. Então, num domingo à tarde tocamos, cantamos e gravamos em vídeo. Coloquei o link aqui há alguns meses.

Ontem à noite dei uma ajeitada no vídeo, criei uma introdução falando dos tempos de faculdade e de meus sonhos que inspiraram aquela composição, e coloquei em meu videolog TV Barbante. Depois extraí o áudio e coloquei em meu podcast, com link na mesma página. Esta é outra novidade.

Por sugestão de um leitor, digo, espectador, criei também um podcast porque para isso bastava extrair o áudio de meus programas da TV Barbante. Assim quem não tem banda larga pode ao menos ouvir o que digo e quem tem iPod ou outro MP3 player pode levar por aí.

Agora você pode assistir ao resultado desta fase musical da TV Barbante. Sem garantia. Felizmente a maioria dos que são de minha geração já ficaram meio surdos como eu e não vão perceber o quanto está desafinado. É um privilégio nosso, pois podemos ouvir estação de rádio fora de sintonia sem qualquer chiado.

Sabia que a garotada anda trocando um toque de celular em alta freqüência para receber chamados em sala de aula? A notícia diz que descobriram que existe uma freqüência que ninguém acima dos 30 consegue escutar. Só que a mesma freqüência está sendo utilizada para enxotar jovens de locais destinados apenas a adultos.

Ah! Sim! faltou eu passar o link do vídeo (memória fraca também…): Assista “Bandeiras da Paz” aqui mesmo ou no YouTube. Ou ouça em meu podcast

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

A Arte de Esquecer: Cérebro, Memória e Esquecimento
IVAN IZQUIERDO

Como e por que esquecemos ou precisamos esquecer? A resposta a esta pergunta, que abrange muitos e diferentes aspectos, é o tema deste livro do renomado neurocientista Iván Izquierdo. A arte de esquecer demonstra como pesquisa científica sobre o funcionamento do cérebro pode ser acessível, mesmo quando nos trata dos mistérios da memória e do esquecimento. Você vai conhecer os vários tipos de memória bem como suas respectivas áreas cerebrais. Vai também compreender porque esquecemos tanto, e conhecer várias formas de esquecimento: bloqueio, extinção e repressão. Ao final saberá que esquecemos para poder pensar, esquecemos para não enlouquecer e para poder conviver e sobreviver.

Iván Izquierdo é médico e neurocientista. Nasceu em Buenos Aires, é casado com uma gaúcha e mora em Porto Alegre. Naturalizou-se brasileiro em 1981. Trabalha em mecanismos da memória desde 1961, tendo publicado mais de 500 trabalhos em resvistas científicas de divulgação internacional e orientado mais de 40 teses de doutorado sobre o tema. Autor de vários livros sobre a memória e dois de literatura (contos). Recebeu inúmeros prêmios e distinções nacionais e internacionais. Hoje, ainda no Centro de Memória do Instituto de Biociências da Universidade do Rio Grande do Sul, Iván Izquierdo é um dos mais respeitáveis especialistas em fisiologia da memória do mundo.



E a gorjeta, doutor?


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br




*Nome (obrigatório):


E-Mail (opcional):


Site (opcional):


Comentário