CRÔNICAS DE NEGÓCIOS

O interesse pelos fatos corriqueiros da vida sempre atraiu pessoas. Os editores de revistas e jornais sabem que suas colunas de crônicas do dia-a-dia servem de âncoras para atrair e manter boa parte dos leitores. Sua publicação tem uma âncora assim?

O Brasil é riquíssimo em autores de crônicas, uma lista que inclui também escritores de ontem e de hoje como Machado de Assis, João do Rio, Rubem Braga, Paulo Barreto, Rachel de Queiroz, Fernando Sabino, Carlos Drummond de Andrade, Henrique Pongetti, Diogo Mainardi, Paulo Mendes Campos, Alcântara Machado, Mario Prata, Carlos Heitor Cony, Graciliano Ramos, Olavo Bilac, Ivan Lessa, Stanislaw Ponte Preta, Lourenço Diaféria… a lista é interminável.

Cronistas conseguem transformar o banal em algo especial, o corriqueiro em lição de vida e o arroz-com-feijão em fino manjar, cativando seus leitores e deixando neles um gostinho de “quero mais”. O que pode existir de melhor do que fazer sua revista ou jornal ser mais desejada pelos leitores? Crônicas ajudam a humanizar sua publicação, acrescentando um bem-humorado sabor à sua marca.

As crônicas que escrevo habitualmente em meu site, blog e newsletter já foram reproduzidas em mais de 500 veículos da mídia impressa ou eletrônica, comprovando seu poder de disseminação e o valor que agregam a essas publicações.

Escrevo também crônicas com temas exclusivos, encomendadas para publicação em revistas e jornais corporativos aumentando o grau de satisfação de seus leitores.

Se a sua empresa quiser contar histórias, isso ajudará sua marca a entrar e se fixar na mente de milhares de pessoas. Vou contar a história da indústria de meu avô para você ver como isso pode ser feito. Entre agora mesmo em contato para ter minhas crônicas exclusivas para sua publicação.