Paiêêê… seu cliente chegou!
por Mario Persona



Paiêêê… seu cliente chegou!

Transcrevo trecho do editorial da “WEG em Revista”, publicação da maior indústria de maior indústria de motores elétricos da América Latina:


“As mudanças gráficas e editoriais que foram feitas ao longo de 30 edições tiveram sempre o objetivo de enriquecer a publicação. É assim que, nesta edição, mais uma mudança chega ao leitor. Contratado pela Globo para redigir uma novela das 7, o cronista Mario Prata passa o bastão ao xará Mario Persona. Palestrante, escritor e professor de Marketing, Mario Persona tem seus artigos e crônicas publicados na internet, em jornais e revistas. A partir de agora, Persona traz o brilho de seu texto para os leitores de
WEG em Revista.”

Como o site da empresa é dinâmico (não há um link direto), para ler, clique aqui, escolha “WEG em Revista” no menu da esquerda, depois “Edição Nº 30” e a crônica “Percalços Viandantes”. Se preferir, pode baixar a revista inteira em formato PDF. O texto não aparece neste boletim ou em meu site por ter sido criado com exclusividade para a WEG.

Enquanto isso você pode ler aqui “Paiêêê… seu cliente chegou!”

Boa leitura e bons negócios!

Mario Persona


“Paiêêê… seu cliente chegou!”

Ouvi no rádio um banco anunciar seus serviços usando um diálogo entre um garoto e o Joca, um amigo que deseja falar com seu pai.

Garoto: “Agora ele não pode atender, está no banco.”
Joca: “Será que vai demorar?”
Garoto: “Não, costuma ser rápido.”
Joca: “Quando ele voltar, peça pra ligar para mim.”
Garoto: “Tá bem.”

O telefone é desligado e o garoto grita: “Paiêêê… O Joca pediu para você ligar pra ele quando sair do banco!” O pai estava no home banking.

O que já é comum no dia-a-dia de pessoas e empresas está se tornando comum também na área de consultoria – o consultor vai ao cliente via Internet. A consultoria a distância é hoje uma opção atraente, principalmente para quem deseja um consultor de qualidade sem precisar arcar com despesas de viagem, hospedagem e a dificuldade de agendar uma data conveniente para ambos. Se as reuniões envolverem a presença de outros, a dificuldade aumenta.

A possibilidade de um consultor otimizar seu tempo atendendo um número maior de clientes começa a revolucionar a área da consultoria. Serviços de profissionais de renome, antes só disponíveis para médias e grandes empresas, já podem ser adquiridos por pequenas empresas, profissionais liberais e até mesmo empreendedores com sonhos de seu primeiro negócio.

Além dos serviços pagos, há organizações que oferecem consultoria on-line gratuita, ajudando novos empreendedores a reduzir as chances de fracasso no negócio. Para quem prefere a informalidade além da gratuidade, existem as listas de discussão ou fóruns de negócios espalhados pela Internet, excelentes oportunidades de consultoria informal.

A ferramenta mais popular para a consultoria a distância continua sendo o telefone, mas o custo das chamadas de longa distância pode inviabilizar o serviço. A alternativa é usar serviços de voz sobre IP, alguns gratuitos, que reduzem substancialmente os custos de telefonia. O e-mail é outra ferramenta excelente, por permitir manter um diálogo assíncrono, isto é, sem que os envolvidos precisem estar simultaneamente disponíveis para o contato. O e-mail é a ferramenta do diálogo de conveniência.

Ao sistema de telefonia é possível também associar o apoio de um chat para redigir com clareza informações como valores, porcentagens ou endereços. Para completar, há programas para apresentações gráficas, além da já popular webcam e vídeos para Web. Numa escala mais avançada, pode-se optar pelo uso de um sistema de videoconferência, porém alguns exigem equipamentos mais sofisticados e linhas dedicadas para ambas extremidades.

Uma das recentes adições à lista de ferramentas para consultoria via Internet são os blogs, sistemas de diário na Web que permitem reuniões de trabalho dentro de um ambiente de acesso privado, criando ao mesmo tempo um arquivo do que foi tratado para referência futura. Além destas ferramentas mais populares, existem sistemas comerciais que incluem estas e outras possibilidades de comunicação.

Tudo isso abre um campo novo para profissionais que se propunham a prestar consultoria, porém, por não residirem nos grandes centros, tinham seus custos inviabilizados pelos gastos com viagens, hotéis e tempo perdido entre um trabalho e outro. Agora já não importa se você mora no Oiapoque ou Chuí. No conforto de seu home-office, tomando açaí ou chimarrão, você poderá ouvir seu filho gritar do micro:

“Paiêêê… seu cliente chegou! Olha ele aqui no ICQ.”

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Sua empresa tem histórias para contar?
Desta vez não falo de um livro, mas de um serviço literário. Quando a empresa consegue criar uma aura romântica e humana em sua comunicação, passa a conquistar também o coração de seus clientes e colaboradores. Grandes empresas usam crônicas e histórias em suas publicações, criando assim um forte elemento de fidelização de leitores. Sua empresa faz assim? Se a sua empresa quiser contar histórias, acho que tenho talento e estilo para escrevê-las. Uma coluna de crônicas pode criar um atrativo a mais para sua revista, jornal, website, house-organ ou boletim eletrônico, encantando seus leitores e valorizando ainda mais sua marca.