“O multitarefa Mário Persona exultou ao saber que havia sido escolhido para o projeto. Ele acha que é uma excelente oportunidade de mostrar que o Home Office é real.”


Para quem não conseguiu ver, esta é a imagem da câmera que tinha em meu quarto. Por condição contratual, as câmeras nos quartos só mostravam a mesa de trabalho. De trabalho?!

Trabalho Sério – Escritor acredita que o evento é uma ótima oportunidade para demonstrar que o Home Office funciona como uma empresa qualquer

Publicado em 31/07/2003 às 18:00 – em Universia Brasil

O misto de escritor, publicitário, marqueteiro, estrategista e professor fazem de Mário Persona um homem multitarefa. Isso por causa dos muitos compromissos que ele tem diariamente. Com tanto trabalho, logo imaginamos que ele é um profissional que fica o tempo todo dentro de uma empresa. Porém, quem pensar assim está enganado, o executivo pega no batente e ainda organiza sua vida por meio da tecnologia instalada em sua casa.

Por este motivo, Persona foi escolhido como um dos oito integrantes do Reality Show do Brasiltec 2003. O executivo, que trabalha em casa desde 2001, se inscreveu pela Internet após ver um banner anunciando o evento. “Gostei muito da idéia porque sou a favor do Home Office. Outro motivo que me chamou a atenção é que esta é a oportunidade para mostrar ao público que manter um escritório dentro de casa é uma ótima decisão”, conta.

Segundo Persona, o Home Office é muitas vezes desvalorizado pelos profissionais. No entanto, Persona acredita que essa interpretação não deveria existir porque um escritório em casa funciona como uma empresa normal. “Temos uma firma estabelecida, emitimos nota fiscal e, ainda, trabalhamos com profissionais de várias áreas. A única diferença é que tudo isso é feito em um mundo virtual, ou seja, não é preciso estar todos debaixo do mesmo teto”, revela.

No contêiner desde terça-feira, Persona diz que a adaptação no espaço do Reality Show foi fácil, apesar dos problemas de infra-estrutura que eles enfrentaram no primeiro dia do evento. Ele afirma também que sua rotina não mudou com a mudança para lá. “Como trabalho em um ambiente virtual, a tecnologia disponível aqui permitiu emular meu escritório sem problemas”, acredita.

Conectado à Internet o tempo todo, o escritor, além de trabalhar, “encontra-se” com a família. “A saudade dos filhos é imensa. No entanto, consigo suavizar este sentimento por meio do telefone ou da Web”, conclui.”


É verdade. Deu saudades mesmo. Enquanto eu estava lá vivendo na maior mordomia, Pedro ficava em casa sob os cuidados de D. Ruth, minha mãe, e de D. Júlia, fiel colaboradora, enquanto Lucas e Lia visitavam Alto Paraíso, fazendo eco-turismo por trilhas nas montanhas e comendo pão com “Ôpa!” (aquele sanduíche que você abre e diz “Ôpa!”, porque tá sem recheio.), antes de seguirem para Brasília onde Lia participaria de um congresso de saúde, sua área, e Lucas gastaria a sola do tênis visitando pontos turísticos.

O site da Universia Brasil também fala dos outros participantes, mas você precisa ir até lá para ler. Veja abaixo um aperitivo do que vai encontrar lá:

“A jornalista Fernanda do Coutto Riberti é uma das oito selecionadas para participar do Reality Show. Descubra o porquê de ela ter sido selecionada.”

“A grande estrela do Reality Show do Brasiltec 2003 não é um estudante, um caipira e, muito menos, algum aspirante a ator ou modelo para televisão, mas sim um padre católico. Saiba mais sobre ele.”

“Eliane Adesse, arquiteta que participa do Reality Show, destaca fatores como economia, segurança e dinâmica como vantagens de um Home Office. Conheça suas impressões sobre a iniciativa.”